Sobre o site "Vote noutro gajo qualquer (a bem da nação, cavaco não"

 

Sobre o site - grupo do Facebook, autodesignado como "Vote noutro gajo qualquer (a bem da nação, cavaco não", algumas notas:

 

A ideia pode ser positiva no seguinte sentido: significar que, na primeira volta, as pessoas que não se identificam com Cavaco devem votar  unm outro qualquer candidato, nunca abster-se, votar branco ou nulo... porque isso será um voto perdido para o campo que não o do Cavaco... logo, um voto em qualquer outro candidato (que não o Cavaco, para quem não se revê nele...) será uma maneira de forçar a segunda volta...

 

Na 2ª volta é que se é constrangido a "votar com a cabeça" (tacticamente, no second best, por exemplo: desejavelmente todos os do campo anti-cavaco em Alegre)... na 1ª volta pode "votar-se com o coração" (p. ex. os PCs no Francisco Lopes) ou "votar com os pés" (p.ex. os anti-establishement no Fernando Nobre)... essa é a lógica das duas voltas. Naturalmente, desde que o Alegre esteja à frente para ir à segunda volta (como todas as sondagens indicam!): ele é o candidato ideal para mobilizar o voto da esquerda (eventualmente também do centro-direita, não cavaquista e pró Estado Social) e de de todos descontentes com o rumo que pode tomar o país com uma maioria de direita, um governo de direita e um presidente de direita... sem contrapesos e apontado ao esvaziamento do Estado Social. Um cenário do tipo Jospin 2002  (França) perdendo para Jean Marie Le Pen, que foi à segunda volta com Chirac, não se perspectiva aqui...

 

Eu, naturalmente, votarei simultaneamente com o coração e com a cabeça em Alegre... e estou convicto que uma segunda volta é possivel... o número de indecisos é elevado, os candidatos mais pequenos (FB, FL, DM) poderão estar subestimados e, last but not least, uma campanha mobilizadora e dramatizada q.b. pode fazer a diferença...E, nesta pré-campanha, Alegre tem estado muito bem (duelo com Cavaco na TV, entrevista hoje, entrevista à Visão hoje, muita mobilização nos jantares, casos q.b. bem direccionados, etc.)

 

Necessário é que haja elevada participação do campo "não-cavaco"/"anti-cavaco"...a taxa de participação neste campo vai ser crucial para existir ou não segunda volta, do meu ponto de vista...

André Freire às 22:14 | link do post | comentar