Vítor Alves

Vitor Alves

"Morreu num período de profunda crise nacional e, consequentemente, de vertiginosa actividade noticiosa – razão (ou pretexto?) pela qual a sua morte não passará de breve apontamento nos grandes meios de informação. Já assim aconteceu com outros seus companheiros. É pena, é injusto, é indesculpável um país despedir-se assim de um dos seus melhores."

Texto de Manuela Cruzeiro

publicado no Entre as brumas da memória

Aqui, no Alegro, esta partida não podia passar em branco.

Se alguém foi determinante para que Portugal pudesse ter eleições, foram os heróis de Abril. Vítor Alves foi um deles, um dos seus melhores.

À sua família manifestamos a nossa profunda consternação.

Alegro às 22:35 | link do post | comentar