«A campanha de Cavaco (em 600 caracteres)»

«Uma campanha de alguém que convive mal com o confronto de ideias, que confunde com insultos, e com a necessidade de prestar contas aos eleitores, que confunde com uma «campanha suja», além de se julgar acima do comum dos mortais (pelo menos em termos de honestidade: «os outros têm de nascer duas vezes para serem tão honestos»: quanta sobranceria).

 

Adicionalmente, tem revelado que Cavaco tem uma visão minimalista do Estado Social: meramente caritiva/assistencialista, ou seja, renegando os direitos sociais como direitos fundamentais e inalienáveis dos cidadãos nas democracias modernas.

 

André Freire – Professor do ISCTE-IUL, Politólogo, Membro da Comissão de Honra e da Comissão Política de Manuel Alegre»

in Jornal de Notícias, 10/1/2011.

André Freire às 13:35 | link do post | comentar