João Soares apoia e apela ao voto em Manuel Alegre:

 

“Voto, e apelo ao voto, em Manuel Alegre nas próximas eleições, não por razões de... disciplina partidária, mas por convicção. As próximas eleições são, mais uma vez, um combate entre esquerda e direita, e eu sempre soube de que lado estou. Do lado da esquerda. O meu voto em Manuel Alegre é o voto no candidato que, do lado da esquerda democrática, está melhor colocado para chegar à segunda volta e nela derrotar o candidato da direita. Anda por aí a ideia de que do lado da direita há um candidato economista, especialista em contabilidade, e do lado da esquerda há um candidato poeta. Em matéria de competência económica e contabilística do candidato da direita, o BPN e os mais de dez anos de governação cavaquista, falam por si. Na nossa Historia de nove séculos não há memória para um único economista, muito menos contabilista. Enquanto em matéria de poetas é importante lembrar que somos o único povo no mundo que escolheu como figura nacional, a quem atribuímos o dia de Portugal, um dos muitos poetas que admiramos. Nesta hora difícil que atravessamos, voto Manuel Alegre também pelo espírito da "Trova do vento que passa" e da "Senhora das tempestades". Bem precisamos desse espirito nesta hora difícil.”

Declaração de João Soares apoiando e apelando ao voto em Manuel Alegre no Facebook:

http://www.facebook.com/profile.php?id=1484723187#!/profile.php?id=100000684609478

 

Penso que esta é uma das declarações de voto em Alegre mais importantes desta campanha, a de João Soares (filho do Presidente Mário Soares), que agora partilho e de que sublinho:

 

"Voto, e apelo ao voto, em Manuel Alegre nas próximas eleições, não por razões de disciplina partidária, mas por convicção. As próximas eleições são, mais uma vez, um combate entre esquerda e direita, e eu sempre soube de que lado estou. Do lado da esquerda. O meu voto em Manuel Alegre é o voto no candidato que, do lado da esquerda democrática, está melhor colocado para chegar à segunda volta e nela derrotar o candidato da direita."

 

Ao contrário de alguns "soaristas" mais papistas do que o papa e que põem os sentimentos (melhor: os ressentimentos) à frente da razão... esta é junto com a de Alfredo Barroso (o ex chefe de casa civil e sobrinho de Mário Soares, que também apoia Alegre: é, como eu, membro da Comissão Política da Candidatura de Alegre) uma das declarações mais importantes desta campanha... é preciso saber-se de que lado se está, sobretudo numas eleições tão críticas como estas (já expliquei porquê em “Eleições críticas” – artigo reproduzido neste blogue) e João Soares sabe-o bem, como diz.

 

E não há constrangimentos nem medos nenhuns no campo socialista (para que se apoie Alegre), como alegava recente, erronea e ridiculamente um apoiante de Fernando Nobre (o histórico Edmundo Pedro…): pois se há um deputado socialista que é candidato em  alternativa a Alegre, sem quaisquer represálias ou pressões seja de quem for,  e se há alguns socialistas a apoiarem outros candidatos, sem quaisquer represálias ou pressões seja de quem for, então só podemos concluir: não há há constrangimentos nem medos nem disciplinas no campo socialista (para que se apoie Alegre), só se for entre os que não têm espinha dorsal e estão agarrados como lapas aos lugares… e, por isso, têm medo que alguém pense que eles possam pensar pela sua cabeça…

 

Bem haja João Soares!

André Freire às 16:11 | link do post | comentar