"Merece a minha ajuda" ( ! )

«Esta é a minha senhora. Esta senhora trabalhou praticamente a vida toda. Sabe qual é a reforma dela? Não chega a 800 euros por mês. Foi professora em Moçambique, em Portugal, nunca descobriram a reforma dela. Portanto depende de mim, tenho de trabalhar para ela. Mas como ela está sempre ao meu lado e não atrás, merece a minha ajuda». Cavaco em Ponte de Lima. Ouça  aqui.

 

O que é isto, Senhores? Que homem é este que a ter consciência da sua conversa, só será depois de ouvir falar das reacções a ela? E como é possível termos mulheres, exceptuando os extractos que aquela gentil anciã representa, que ouçam embevecidas este discurso relho, sem pegarem num pano encharcado?

 

João Grazina às 21:28 | link do post | comentar