Sem ser (ainda) presidente Manuel Alegre já ajudou

 

 

Na semana passada, quando a pressão a favor de uma aterragem forçada do FMI no Figo Maduro atingiu o cúmulo, Manuel Alegre não se cansou de remar contra ventos e marés. A pressão reduziu e de Bruxelas chegam hoje notícias que indicam que se pode estar a recuperar algum bom senso.

 

Não estamos livres do pior, mas nos dias que correm menos mau é sempre… menos mau. A firmeza de Alegre ajudou, mostrando-nos a importância de ter em Belém um presidente que não seja reverente e agradecido aos “mercados”.

José Castro Caldas às 11:10 | link do post | comentar