Bora poupar na democracia?

 

 

Invocar o contexto de crise e os custos dos actos eleitorais para que uma 2ª volta não aconteça é de um "exotismo" impressionante. Já agora, abdicava-se da 1ª volta também, não? Evitava-se assim que os cidadãos se dessem ao trabalho de decidir e ainda se poupavam uns belos trocos...

 

Não sei porquê, mas estas declarações fazem-me lembrar aquele episódio da senhora que sugeriu que se suspendesse a democracia. Olha, que engraçado... Coincidência das coincidências, a senhora é muito amiga e assumida discípula do autor das presentes declarações... Que coincidência, não é?

João Ricardo Vasconcelos às 00:42 | link do post | comentar