A austeridade, quando nasce, não é para todos

"As despesas da Presidência da República aumentaram de forma constante ao longo dos cinco anos de mandato de Cavaco Silva. Em 2006, primeiro ano de mandato, a despesa inscrita no OE foi de 14,1 milhões de euros, subindo progressivamente até atingir o valor máximo de 17,4 milhões de euros, em 2010. Em 2005, último ano de mandato do anterior presidente, as despesas da Presidência da República situavam-se em 13,3 milhões de euros. Nos cinco anos de mandato de Cavaco Silva os gastos da Presidência tiveram um crescimento total de 31%, valor que ultrapassa a média de aumento da despesa pública, contribuindo para o agravamento do défice orçamental. (aqui, com registo)."

 

(Daniel Oliveira, Arrastão)

Nuno Serra às 01:50 | link do post | comentar