O segundo nascimento de Cavaco Silva

Cavaco terá de nascer segunda vez para ser tão frugal nas despesas da Presidência da República como em ideias (ver aqui).

Cavaco terá de nascer segunda vez para saber o que é o Estado social.

Cavaco terá de nascer segunda vez para saber escolher conselheiros de Estado que não tenham problemas com a Justiça, financiadores de campanhas que não estejam metidos em negócios obscuros e vizinhos que não sejam arguidos.

Cavaco terá de nascer segunda vez para saber que não tem de saber da vida privada dos seus filhos quandos eles saem de casa, mas tem de saber da integridade dos seus homens de confiança política.

Cavaco terá de nascer segunda vez para distinguir entre difamação e legítimo escrutínio das acções privadas de figuras públicas.

Cavaco terá de nascer segunda vez para saber que uma escritura pública é pública.

Cavaco terá de nascer segunda vez para saber que um Presidente da República é livre de não promulgar as leis com as quais não concorda. 

Cavaco não precisa de nascer segunda vez para ser o Presidente de uma parte dos portugueses - já o é e precisa de um segundo mandato para ser ainda mais o Presidente de uma parte dos portugueses.

João Miguel Almeida às 10:45 | link do post | comentar