Voto ALEGRE

Fez ontem cinco anos que escrevi o que publico no último parágrafo.

 

Divergi mais do que convergi com a leitura de Manuel Alegre ao longo dos últimos cinco anos. Mas sei bem o que está em causa dentro de dois dias. E dos que estão em disputa temos de escolher um, por isso:

 

Independentemente do que penso desta eleição presidencial, vou cumprir com o meu dever cívico, que, antes de dever, é um direito que me assiste, como cidadão.
Por isso, domingo, naturalmente, voto Manuel Alegre.

Carlos Manuel Castro às 11:39 | link do post | comentar