Quinta-feira, 20.01.11

Bem dito!

"Nenhum português compreenderá que se financie a níveis superiores o ensino privado em relação ao ensino público", Isabel Alçada, Ministra da Educação. Com pelo menos uma excepção: Cavaco Silva, a ajuizar pelo descarado apoio que tem dado às manifestações dos colégios e da igreja contra a legislação que pretende concretizar esse princípio.

António Avelãs às 21:44 | link do post | comentar
Segunda-feira, 10.01.11

Alguém que desafine do coro dos neoliberais

 

É nos momentos mais difíceis que a clareza ideológica mais necessária se torna. Face às enormes dificuldades que estamosa atravessar - e que pelos vistos se vão agravar rapidamente -  vão querer convencer-nos que a única solução é "cortar" nos grandes agregados das despesas do estado - a saúde, a educação, a segurança social, e os salários (ainda mais). Cavaco Silva encarregar-se-à de dirigir esta orquestra. Mas nós precisamos de outra música: alguém que desafine do coro dos neoliberais, que procure outras saídas, que não destrua os direitos sociais do povo em nome dos interesses dos propalados "mercados". Ter confiança no futuro é derrotar Cavaco, é eleger Manuel Alegre! Vamos à luta!

António Avelãs às 18:10 | link do post | comentar

eMail

pesquisar

 

autores

posts recentes

últ. comentários

  • Genial ... anedota nacional. Fica a ideia da const...
  • Ou seja, Cavaco, nos seus 10 anos, reduziu o défic...
  • Obrigado Rodrigo.Este Blog estará disponível enqua...
  • Caros AmigosO trabalho que fizeram e apesar de os ...
  • Há gente que nunca conseguirá ver mais do que a po...
  • Palavras para quê?"Alegre confrontado com insinuaç...
  • Obrigado JPN.Já está resolvido.
  • Obrigado, AnabelaFoi um prazer acompanhar Manuel A...
  • Tens toda a razão, Paulo.Esta treta de gente do me...
  • Acho que não deve conseguir ler os gráficos muito ...

mais comentados

arquivos

2011

tags

links

subscrever feeds

networkedblogs - facebook

NetworkedBlogs
Google Groups
blogs SAPO

Logo

Alegre - Alegro Pianissimo
Imagem: Rui Perdigão