Terça-feira, 18.01.11

Yo no credo en brujas, pero que las hay, las hay! (Parte III)

Deixe-mo-nos de tretas e olhemos de FRENTE para a imundície que é a fossa séptica pestilenta BPN com a mesma minúcia e detalhe (mas sem invenções ou manipulações, por favor) com que se olhou alguns "casos" recentemente ou como se deverá deveria sempre olhar para qualquer "caso" de "aparente" corrupção.

O Freeport foi o Freeport.Tentaram algo que não pegou.Temos pena.O Face Oculta será o que for.Eu ainda esperei pelo "Apito" e vou "deitando o olho" ao "Furacão" mas a esperança de que alguém dê um pontapé na caixinha da Tia Pandora, confesso, não é muita.Assumo a minha descrença.

Agora, deitarem, descarada e despudoradamente, areia para os olhos dos portugueses sobre a maior fraude desde o Alves dos Reis, fazendo de todos nós "tolinhos", ISSO NÃO!

A imagem Bíblica de fazer passar um camelo por uma agulha pode ser um enorme exagero ou então um erro de tradução do original aramaico ("gamla", camelo; "gamala", corda grossa), mas tentar fazer Cavaco Silva passar por competente e honesto começa a ser mesmo como tentar fazer passar um grande camelo pelo buraco duma agulha bem pequenina....!


 

 

Perguntas  da VISÃO sem resposta


Estas são algumas das questões enviadas a Cavaco Silva, para Belém e para a sua direção de campanha.

- Pode o senhor Presidente da República confirmar que adquiriu a propriedade do atual lote 18 da Urbanização da Coelha (Sesmarias, Albufeira) à empresaConstralmada?
- Essa transação foi feita através de uma permuta de terrenos?
- Por que valores foram avaliados os terrenos que adquiriu, e os que cedeu?
- Recorda-se do ano em que foi feita a escritura pública desta transação?
- Tinha conhecimento que a referida empresa, a Constralmada, era detida pela Opi-92, empresa de que eram acionista o Dr. Fernando Fantasia?
- Quem lhe propôs a permuta?
- Recorda-se do cartório notarial onde foi firmada a escritura pública desta transação?

 

publicado também aqui

Paulo Ferreira às 18:58 | link do post | comentar

Yo no credo en brujas, pero que las hay, las hay! (Parte II)

O julgamento do ex-presidente do BPN, Oliveira e Costa, que começou a 15 de Dezembro e deveria ser retomado na quarta-feira, foi adiado para a próxima segunda-feira, 24 de Janeiro, informou fonte do tribunal.

Paulo Ferreira às 16:39 | link do post | comentar
Quinta-feira, 13.01.11

Yo no credo en brujas, pero que las hay, las hay!

Costuma dizer-se que não há fumo sem fogo.Neste caso,depois de "arderem" muitos milhares de milhões de euros e se perderem oportunidades sem fim, lá aparecem uns "rasgos de fumaça". Vão adensar-se e tornar-se bem mais visíveis (finalmente!) porque já se tornaram demasiado "tóxicos"!

 

 

 

 

Paulo Ferreira às 16:50 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Domingo, 09.01.11

Ninguém nos cala

Ciclone

"(...) o que importa são as ideias, a participação, o espírito cívico e desinteressado na busca de novas políticas para o país e para a democracia. Sem sectarismo nem dogmatismo, no respeito pela pluralidade que é timbre de quem se reclama do socialismo democrático. Seguindo a lição do grande António Sérgio a OPS! tem procurado “abrir as largas avenidas da discussão”, num tempo dominado pela moda, pelo politicamente correcto e pela ditadura do imediato e do mediático."

Manuel Alegre

Editorial do nº 4 da OPS

Para os que insistem que falta pensamento há sempre a resposta através da realidade e da realização que muitos tentam esconder e abafar e outros mandam calar, esquecendo-se que haverá sempre quem não se deixe submeter e combata a cumplicidade do silêncio, a que se chama "bons alunos", leia-se, "alunos bem comportados", por baixarem a cabeça e mandarem destruir sectores produtivos como a agricultura, as pescas e outros meios geradores de riqueza e de emprego nacionais, subordinando uma Nação à dependência dos interesses externos em troca do lugar de "bem comportado" num qualquer quadro de honra.

 

Haverá sempre gente que usará a sua voz, o seu saber, a sua determinação e coragem para combater a ideia de medo com que se quer condicionar a palavra e o pensamento.

 

Haverá sempre alguém que gritará soluções e se recusará ao fatalismo do bom comportamento, do pobrezinho, do pequenino, do poucochinho, do venerando e agradecido.

 

E porque haverá sempre homens como Manuel Alegre que acreditam que não é nos silêncios e na subordinação que o "mundo pula e avança”, que aqui damos prova de vida e reafirmamos que não queremos mais do mesmo.

Luis Novaes Tito às 16:50 | link do post | comentar | ver comentários (4)

eMail

pesquisar

 

autores

posts recentes

últ. comentários

  • Genial ... anedota nacional. Fica a ideia da const...
  • Ou seja, Cavaco, nos seus 10 anos, reduziu o défic...
  • Obrigado Rodrigo.Este Blog estará disponível enqua...
  • Caros AmigosO trabalho que fizeram e apesar de os ...
  • Há gente que nunca conseguirá ver mais do que a po...
  • Palavras para quê?"Alegre confrontado com insinuaç...
  • Obrigado JPN.Já está resolvido.
  • Obrigado, AnabelaFoi um prazer acompanhar Manuel A...
  • Tens toda a razão, Paulo.Esta treta de gente do me...
  • Acho que não deve conseguir ler os gráficos muito ...

mais comentados

arquivos

2011

tags

links

subscrever feeds

networkedblogs - facebook

NetworkedBlogs
Google Groups
blogs SAPO

Logo

Alegre - Alegro Pianissimo
Imagem: Rui Perdigão